Venezuela Consegue Assento no Conselho de Direitos Humanos da ONU

Venezuela Consegue Assento no Conselho Direitos Humanos
Foto: AFP/Getty Images

A Venezuela ganhou um assento no Conselho de Direitos Humanos da ONU após uma votação da Assembleia Geral. O país venceu Costa Rica e conquistou a vaga em Genebra; apesar de vários protestos de nações e organizações de direitos humanos.

A votação foi realizada nesta quinta-feira (17) na Assembleia Geral da organização e o Brasil também ganhou uma vaga destinada a países da América Latina e do Caribe.

Caracas obteve 105 votos ganhando da Costa Rica, pois entrou na concorrência na última, visando evitar que a Venezuela conquistasse uma vaga. Costa Rica obteve 96 votos de países-membros.

Veja também:

Ganhou a Vaga Apesar dos Protestos

Venezuela ganhou a vaga apesar dos grupos de direitos humanos e opositores do governo de Nicolas Maduro terem instado os países a votarem contra a medida. A Assembleia Geral de 193 membros elegerá 14 membros do Conselho de Direitos Humanos de 47 membros para mandatos de três anos a partir de 1 de janeiro de 2020.

Algumas das funções do conselho de Genebra; é destacar abusos, e possui monitores especiais observando determinados países e questões. Também analisa periodicamente os direitos humanos em todos os países membros da ONU.

O Governo Maduro Foi Acusado de Tortura e Intimidação de Cidadãos

O governo não é mais reconhecido como legítimo por cerca de 50 países ao redor do mundo. Maduro também enfrentou vários pedidos de demissão após acusações de fraude nas eleições de 2018.

Enquanto isso, a escassez nacional de bens básicos provocou um colapso financeiro, e o país viu reduções acentuadas na produção de petróleo. A grave crise política e econômica fez com que milhões de venezuelanos deixassem suas casas.

“Um voto na Venezuela é um voto pela tortura, assassinato e impunidade que se tornaram marcas registradas do governo do presidente Nicolas Maduro”; disse Louis Charbonneau, diretor da ONU na Human Rights Watch, antes da votação.

Houve aplausos dispersos na câmara da Assembleia Geral na quinta-feira, depois que o resultado foi anunciado. O Brasil liderou a votação com 153 votos, seguido pela Venezuela com 105 votos. Em outras corridas disputadas, o Iraque perdeu no grupo asiático para o Japão, Coréia do Sul; Indonésia e Ilhas Marshall, e a Moldávia perdeu no grupo da Europa Oriental para a Armênia e Polônia.

1 Trackback / Pingback

  1. Eduardo Bolsonaro Fala Sobre 'plano oculto' de Esquerdistas Para Impeachment do Presidente

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*