Depois de 220 anos Foi Encontrada Uma Cápsula do Tempo no Capitólio de Boston

As pessoas são curiosas por natureza, e possuem um enorme fascínio pelo passado e pelo futuro. O tempo é um tema tão influente a ponto de ser muito utilizado em filmes, seriados, livros, músicas e nossas culturas.

Por centenas de anos, as pessoas têm criado pequenas cápsulas de tempo para as pessoas descobrirem no futuro. Alguns de nossos fundadores até reuniram algumas pequenas lembranças de seu tempo aqui na terra e os colocaram em um contêiner ou caixas seladas para serem descobertos pelos futuros moradores de seu país.

Nestas cápsulas são deixados itens do passado para que alguém descubra dentro de um determinado período de anos, ou em uma data específica, exibindo publicamente a cápsula para ver o que está dentro dela. Às vezes, é divertido encontrá-las, mesmo que haja apenas uma simples nota do passado esperando para ser descoberta. Assim a melhor descoberta não é a cápsula do tempo em si, mas um pedacinho da história esperando para ser encontrada.

Cápsula do Tempo
Wikimedia Commons

A Cápsula de Boston de 220 Anos

Durante o concerto de um encanamento do Capitólio de Massachusetts, um dos prédios mais antigos dos Estados Unidos; que estava presente nas grandes descobertas desde 1798; os trabalhadores encontraram um objeto misterioso retangular e desgastado dentro da pedra fundamental do prédio. Após uma inspeção mais detalhada, os reparadores perceberam que, isso merecia atenção especial dos especialistas do Museu de Belas Artes de Boston.

Então chamaram a conservadora do museu, Pam Hatchfield, e quando ela começou a retirar a cápsula da pedra fundamental; duas moedas de prata caírem do reboco em volta do contêiner. A imprensa e os espectadores ficaram empolgados, pois ficou claro que essa descoberta era um tesouro nacional. As moedas não tinham mais de 160 anos e foram cunhadas em 1855.

Cápsula do Tempo
bostonusa.com

Um Pouco da História de 1855

O recipiente de latão retirado da pedra angular era verde devido a idade e mediu 14 por 19 por 3,8 centímetros, aproximadamente o tamanho de uma caixa de charutos; e pesava cerca de 4,5 quilos. Abrindo cuidadosamente a caixa, os conservadores ficaram chocados com o que havia dentro. A idade de seu conteúdo não correspondia à idade do recipiente de latão.

Assim foi concluído que Hatchfield não foi a primeira pessoa a abrir a caixa. Depois de examinar os registros, os historiadores determinaram que o contêiner foi colocado na pedra fundamental em 1855 depois de encontrar o original no mesmo lugar.

É incrível, mas a cápsula do tempo foi descoberta pela primeira vez em 1855 durante reparos (coincidência). Quando as pessoas daquela época encontraram a caixa e olharam para dentro; também ficaram surpresos ao encontrar relíquias que datam de 1795. Eram memórias da Guerra Pós-revolucionária.

Surgiram Algumas Preocupações

Todos estavam ansiosos para saber o que havia dentro. No entanto, eles estavam preocupados em lidar com objetos que poderiam estar danificados dentro da cápsula. Os métodos de limpeza durante o século 19 não eram perfeitos, e a equipe do museu temia que as moedas no interior pudessem ser lavadas com ácido antes de serem colocadas de volta dentro do contêiner. Então fizeram um raio-x para ter certeza de que tudo estava em ordem antes de abrir a cápsula do tempo.

Enquanto examinavam cuidadosamente cada artefato dentro da caixa, determinaram que a cápsula do tempo foi enterrada pelo herói da Guerra Revolucionária, Paul Revere, Samuel Adams e um trabalhador local chamado William Scollay.

Cápsula do Tempo
BOSTON, MA – Museu de Belas Artes (Foto de Kayana Szymczak / Getty Images).

Para Retirar os Objetos Foram Usados Ferramentas Dentárias

A caixa foi cuidadosamente desaparafusada e para ajudar a tirar os artefatos, foram usados produtos como espinho de porco-espinho e ferramentas dentárias que pertenciam ao seu avô. O evento foi transmitido do Museu de Belas Artes de Boston, em frente a uma pintura de George Washington.

Primeiro, ela retirou 24 moedas, que incluíam moedas de um centavo, 10 centavos e 25 centavos. Havia outro conjunto de moedas com quase 400 anos; xelins datados de 1625.

Além de moedas, Hatchfield retirou cinco jornais dobrados, um selo da comunidade de Massachusetts, uma folha de rosto dos registros de colônias de Massachusetts e como informado anteriormente, 24 moedas. Mas o verdadeiro prêmio foi colocado bem no fundo, algo que ninguém esperava encontrar, um verdadeiro tesouro.

Cápsula do Tempo
(Foto de Kayana Szymczak / Getty Images)

Uma Placa de Prata Com Uma Gravura

No fundo da caixa havia uma placa de prata retangular com inscrições. Hatchfield olhou para seus colegas e ambos sabiam o que ela estava pensando. A questão era isso poderia ter sido feito por Paul Revere? É provável, na verdade, é o seu maior palpite. A placa também continha impressões digitais, que provavelmente, eram das pessoas que estavam limpando os objetos antes de colocar de volta na cápsula.

Cápsula do Tempo Para Gerações Futuras

Cheios de orgulho, os funcionários públicos substituíram a caixa de couro com um recipiente de latão e limparam as moedas e as outras lembranças. As autoridades colocaram a caixa de volta na pedra fundamental onde a encontraram; jogando duas moedas de prata para dar sorte, permitindo que as gerações futuras a descobrissem novamente.

A cápsula do tempo de Boston, que certamente ficará na história como um dos tesouros amados da América, é uma das muitas cápsulas americanas que resistiram ao teste do tempo e foram descobertas nos últimos anos. Um deles estava na mesma cidade exceto que esta outra cápsula do tempo não era tão antiga.

Veja no vídeo abaixo como as principais cápsulas do tempo destes últimos anos foram descobertas:

Se você já encontrou uma relíquia do passado ou esteve presente para uma abertura oficial de uma cápsula do tempo? Compartilhe conosco informando nos comentários.

1 Trackback / Pingback

  1. Trump da o Primeiro Passo Para Criar uma Força Espacial Militar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*