British Airways é Multada em US$ 230 milhões Por Roubo de Dados

Roubo de Dados
Imagem: Hannah McKay/Reuters

Existe um ditado popular que diz que conhecimento é poder; mas já faz algum tempo que alguns conhecimentos implica em prejuízo pra muita gente. Através de dois roubos de dados bancários sucessivos do site da empresa British Airways em 2018; 429.000 clientes foram afetados. A companhia aérea British Airways anunciou em 8 de julho, que deve pagar uma multa de 183 milhões de libras (US$ 230 milhões) à agência britânica responsável pela proteção de dados pessoais, o Escritório do Comissário de Informação (ICO), após o vôo em 2018.

“Estamos surpresos e desapontados com as descobertas iniciais da ICO”, disse Alex Cruz, presidente da British Airways, em comunicado. “A British Airways respondeu rapidamente ao ato criminoso sobre o roubo de dados de clientes. Nenhuma evidência de atividade fraudulenta nas contas afetadas por este roubo foi encontrada “, complementou.

500.000 Clientes Foram Afetados

A ICO estimou que cerca de 500.000 clientes tiveram seus dados “comprometidos” durante este incidente, que começou em junho de 2018; de acordo com a agência de proteção, que atribuiu isso a “sistemas de segurança ruins nos negócios”. “Os dados pessoais das pessoas devem permanecer assim”, disse a comissária da ICO, Elizabeth Denham. “Quando você recebe dados pessoais, você deve protegê-los. Aqueles que não forem serão processados ​​pela ICO para verificar se tomaram as medidas apropriadas “, disse ela.
Veja também:

Multa Representa 1,5 % do Faturamento da Empresa

Willie Walsh, CEO da IAG, a matriz da empresa, anunciou sua intenção de apelar dessa multa. No início de setembro de 2018, a British Airways revelou ter sido atingida por um ataque cibernético no final de agosto e início de setembro, após uma falha no computador, com o roubo de dados financeiros que poderiam, segundo ele, conter 380.000 cartões de pagamento.
No final de outubro, a empresa havia especificado que 244 mil cartões haviam sido afetados. As informações roubadas relacionadas com o nome, endereço, e-mail dos clientes e, especialmente, roubo de dados de cartões de crédito; como o número, a data de expiração e o código seguro de três dígitos. Também no final de outubro, a British Airways acrescentou que outros 185.000 clientes tiveram seus dados roubado entre 21 de abril e 28 de julho, muito antes da data conhecida, até então, pelo ciberataque.
O montante da multa imposta pela ICO representa 1,5% do faturamento anual da British Airways em 2017. A British Airways prometeu em setembro uma indenização para os passageiros lesionados financeiramente. No entanto, ela reafirmou segunda-feira que não havia sido informada de qualquer roubo de dinheiro de seus clientes.

Ataque nas Páginas de Reserva

 De acordo com a empresa de segurança de computadores US RiskIQ, a técnica usada no verão de 2018 para o roubo de dados é muito usada. Esta técnica permite que hackers obtenham dados bancários instalando um pequeno código de computador nas páginas de reserva do site. Essas 22 linhas de texto registraram os movimentos do mouse e os cliques nas páginas de pagamento, e os hackers conseguiram reconstituir as informações bancárias inseridas pelos usuários.
Esse roubo de dados, prejudica a credibilidade da operadora, principalmente porque não foi o primeiro problema com computadores da empresa; pois uma falha gigantesca afetou seus sistemas em maio de 2017 devido a um problema fonte de alimentação.

3 Trackbacks / Pingbacks

  1. Missão da Índia de Lançamento ao Polo Sul da Lua é Cancelado
  2. Multa Para o Facebook de Quase US$ 5 bi Foi Aprovado - Falar Sobre
  3. Trump Celebra Autorização de Fundos Para Construção do Muro

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*