Os 10 Maiores Acidentes em Siderúrgicas – Trabalho de Risco

De todas as profissões existentes, uma das mais perigosas é a profissão de mandrilhador, ou seja, aqueles trabalhadores que produzem peças de grande porte em siderurgias. O trabalho é tão perigoso que um pequeno descuido na manutenção ou uma pequena infiltração de água; pode desencadear explosões enormes.

Este artigo mostra os 10 maiores acidentes e trabalhos perigosos em siderúrgicas e como são causados. Estes acidentes variam conforme a produção; moldagem, estocagem, descarte de rejeitos entre outros.

Abaixo consta o vídeo que mostra cada item deste artigo:

 

Confira abaixo os trabalhos mais perigosos e acidentes da indústria siderúrgica.

Acidentes em Siderúrgicas

#1: Escória ou Rejeito

A escória ou rejeito é o material descartado do minério derretido e é retirado para purificar o metal e separar as impurezas que o contém. Este material são sobras que não são usadas no processo metalúrgico; embora nos últimos anos vem sendo desenvolvido processos de reciclagem para estes resíduos. A maior parte deste material produzido são armazenados ou depositados em grandes valas diretamente no solo e precisam de pelo menos 24 horas para que a escória se solidifique; e se torne mais segura.

Durante este processo, pode ocorrer alguns problemas, essa escória é tão quente ao entrar em contato com algum líquido; por exemplo, com água, pode ocorrer uma grande explosão.

Não é preciso de muita água; uma pequena quantidade é suficiente para que haja explosão. Outro perigo para os trabalhadores; embora menos visível, às vezes estas escórias, emitem gases tóxicos que podem ser mortais para os operadores que não possuem equipamento de segurança.

 

Acidentes em Siderúrgicas

#2: Os Fornos Elétricos

Os fornos elétricos tem substituídos os fornos tradicionais em muitas siderúrgicas de todo o mundo, o motivo de devido à sua maior eficiência quando se trata de produzir o metal. Este tipo de forno pode produzir até 80 toneladas de aço líquido em apenas 60 operações. Para aquecer, usa-se a passagem de corrente elétrica entre dois eletrodos e não são considerados muito seguros do que em primeira vista pode parecer.

Eles são refrigerados com água e qualquer pequeno erro ao acionar os eletrodos durante o processo de fundição, ou por outro motivo; produz uma explosão, isso é o que parece acontecer neste vídeo. Notamos que ao começar a aquecer; podemos ouvir pequenas explosões que vão aumentando até que haja outra explosão maior.

A explicação é que podem ser alguns erros humanos; ou porque os eletrodos produziram um superaquecimento e geraram faíscas durante a fusão de aço.

Por outro lado, acidentes como o que vemos nesta parte do vídeo; o problema mais provável é divido a quantidade de escória que pode conter no forno, pois este material se comporta como a lava vulcânica. Este deve ser o caso; as chamas e gases estão se expandindo rápido e no final todo o conteúdo se expande de uma só vez.

 

Acidentes em Siderúrgicas

#3: Explosões das Caldeiras – São os Maiores Acidentes em Siderúrgicas

As caldeiras são uma parte muito importante na indústria metalúrgica em geral, nós a definimos como uma panela de pressão a qual é aquecida utilizando líquidos. Existem diferentes tipos com diferentes características; dependendo da sua estrutura e sua maneira de funcionar; em geral são equipamentos que possuem medidas de segurança suficientes para evitar acidentes.

Quando ocorrem acidentes, podem se tornar muito sérios, os mais graves; provocam explosões e são muito violentas. Uma das causas que provocam essas explosões é quando o nível de água necessário é insuficiente e ocorre um superaquecimento da estrutura. Esta é a causa do desastre da caldeira; para evitar isto a caldeira deve ter pelo menos 2 indicadores de nível de água.

Normalmente ocorrem acidentes devido a um erro humano na manutenção do equipamento; quando ocorrem os acidentes são tão graves quanto o que vemos nessas imagens. Outra causa possível é a oxidação ou corrosão do material com o qual eles são construídos, isto geralmente ocorre, quando a água se mistura com o conteúdo da Caldeira.

 

#4: Incêndios – Outro Tipo de Acidentes em Siderúrgicas

Um dos maiores riscos e mais perigosos da indústria metalúrgica são incêndios, devido às próprias características da atividade que é realizada neste setor. Os motivos são os mais variados; uma das origens destes incêndios é proveniente da eletricidade estática que é produzida pelo atrito das superfícies que com o tempo começa a liberar faíscas e dão origem aos incêndios.

Outra origem destes acidentes é a geração de calor feito pelas máquinas e os líquidos combustíveis que são usados para a refrigeração. A sobrecarga dos condutores de eletricidade é outro motivo; devido à influência dos produtos químicos pelas altas temperaturas atingidas nestas fábricas; em especial os óleos usados para lubrificar ou refrigerar as máquinas que são na maioria das vezes os responsáveis pelo início e propagação rápida dos grandes incêndios neste tipo de trabalho.

 

Acidentes em Siderúrgicas

#5: Excesso de Água

Quando ocorre a entrada de água ou mesmo de humidade na caldeira; isto pode causar explosões muito perigosas para a integridade do trabalhador das indústria metalúrgica. O líquido pode atingir até 1500 graus Celsius quando a água entra em contato com todo o processo envolvido no sistema de fundição.

Nós sabemos que a água ferve a apenas 100 graus Celsius, portanto, quando misturado com o material metálico começa a ferver de forma muito violeta; este processo é parecido quando uma gota de água cai no óleo quente; isto faz com que a liberação de energias ocorre muito rapidamente.

Podemos ver isto ocorrer perfeitamente neste vídeo; aqui no líquido entrou na caldeira em pleno funcionamento e tudo explode violentamente. Estes acidentes são mais frequentes no outono e no inverno, pois existe muito mais umidade na atmosfera. Outra causa é devido ao fato da água entrar acidentalmente nas caldeiras devido a pausas no funcionamento das caldeiras e quando volta a funcionar não é pré-aquecida adequadamente.

 

Acidentes em Siderúrgicas

#6: Problemas Ambientais

O descarte das escórias ou rejeitos; por si só não provocam problemas ambientais; mas o excesso de resíduo a partir deste processo que é uma mistura de óxidos de metais e às vezes contém sulfureto de metal.

Este material é armazenado e o tratamento subsequente pode ser reutilizado para vários usos comerciais enquanto outra parte é descartado em áreas especiais. O problema está no fato de algumas indústrias; que geralmente localizadas

em países que não são muito respeitosos com o meio ambiente; despejam diretamente na natureza, e as vezes fora dos aterros; causando sérios danos ao meio ambiente.

Por outro lado, de acordo com os ambientalistas; embora esta escória seja depositado em lugares permitidos, isto geralmente produz contaminação de águas mesmo longe da área de depósito.

 

Acidentes em Siderúrgicas

#7: O Transporte

A grande “colher” ou “concha” é um utensílio usado na fundição de metais para transportar e despejar o metal para a forma e são geralmente construídas com aço e possuem um revestimento refratário para suportar e isolar altas temperaturas e evitar acidentes em siderúrgicas.

Nos últimos tempos deixou de ser um recipiente simples para se transformar em um reator metalúrgico, obviamente isso aumentou suas capacidades; mas também a possibilidade de acidentes quando são transportados e ocorre algum problema como no caso desse vídeo.

Geralmente é obtido sucesso com a produção, as falhas mecânicas mais frequentes  ocorrem nestes recipientes devido à falta de manutenção do revestimento refratário usado para altas temperaturas do metal. Isto pode perfurar o recipiente o que é claro pode ser muito perigoso para os trabalhadores; pois os incêndios podem ser desencadeados em poucos minutos.

 

Acidentes em Siderúrgicas

#8: Os Espirros de Metal

Um dos riscos que ocorrem com mais frequência são os espirros de metal fundido e que podem atingir as pessoas. Este tipo de acidente merece uma atenção especial dos especialistas em prevenção de acidentes devido à sua frequência e ao fato de que apagar um pedaço de metal ou ligas derivadas de aço que atingem 700 graus Celcius não é algo simples.

Isto geralmente ocorre devido à um processo que os especialistas chamam de redução eletrolítica para remover o oxigênio dos óxidos metálicos por eletrólise. Isto pode provocar pequenas explosões; obviamente, pode parecer um espetáculo. Mas devido a temperatura envolvida; estes espirros podem causar sérios danos, é por isso que é muito importante escolher bem o tecido de roupas protetoras; isto pode salvar uma vida.

 

Acidentes em Siderúrgicas

#9: Moldagem de Peças

Os processos de fundição que apresentam maior risco do que outras atividades industrial, são as explosões. Um dos momentos que traz um certo risco é durante o processo de moldagem do metal fundido. Um das causas que podem causar alguma explosão é a existência de água em algum componente; por exemplo, na areia que é usada para fazer moldes temporários.

Os moldes devem ser pré-aquecidos para se evitar que haja líquido nos equipamentos envolvidos diretamente na produção.

 

Acidentes em Siderúrgicas

#10: Trabalho de Fundição

Apesar da imagem ser espetacular ou para muitos bonita de se ver; esse tipo de acidente pode se tornar algo mortal para qualquer pessoa que esteja perto do metal fundido o suficiente para receber calor ou respingos de metal fundido o que podem causar ferimentos muito sérios para este tipo de acidentes em siderúrgicas.

Podemos dizer que é uma espécie de derramamento do material fundido; a razão pela qual isso acontece dessa maneira é o momento em que o metal é aquecido e está sendo colocado em cilindros para mudar sua forma e enviá-lo para um transportador. Devido a algum erro de sincronização no processo; o metal é transportado em alta velocidade a partir da trajetória nos rolos.

Devido a esta velocidade este processo merece atenção pois não há tempo para se corrigir eventuais erros de manuseio. É interessante que apesar dos riscos; os trabalhadores mantem-se tranquilos enquanto aproximam-se do material fundido para observar melhor; como podemos ver nestas imagens.

Espero que tenham gostado, até o próximo artigo.

1 Trackback / Pingback

  1. Falhas Em Transformadores: Causas e Consequências - Falar Sobre

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*