10 Descobertas Arqueológicas Misteriosas Que Não Foram Bem Explicadas

Sacsayhuamán

Achados antigos intrigantes costuma cativar o público, talvez por despertar a curiosidade e encontrar explicações interessantes sobre como e por que as coisas existem. Aqui estão 10 descobertas arqueológicas deixaram as pessoas admiradas, e deixam os cientistas coçando a cabeça até hoje. Antes de prosseguirmos, inscreva-se no canal e ative o sininho para não perder nenhum vídeo, e assim você também ajuda o canal.

10 – As Cavernas de Longyou

As cavernas de Longyou

As cavernas Longyou parecem coisa de outro mundo. Este incrível conjunto de cavernas é pouco conhecido, o que se sabe é que foi esculpido a mão. Os pesquisadores ficaram perplexos com o tamanho e a precisão das cavernas. Apesar de descobertas em 1992, acredita-se que as Cavernas de Longyou sejam anteriores à dinastia Qin, ou seja, datem de mais de dois mil anos atrás.

Das 45 construções encontradas, apenas cinco estão abertas à visitação de turistas. As dimensões desse antigo complexo arquitetônico são impressionantes: as cavernas têm área média de mil metros quadrados e altura de até trinta metros.

Arqueólogos, engenheiros, arquitetos e geólogos de todo o mundo tentaram descobrir como; por que e quando foram construídas essas cavernas artificiais, mas ninguém ofereceu uma solução única para os muitos mistérios que cercam as cavernas.

9 – Sacsayhuamán

Sacsayhuamán

Sacsayhuamán é sem dúvida um dos locais antigos mais incríveis já descobertos no planeta. Não apenas por causa da história desta cidade antiga, mas por causa das pedras supermassivas usadas em sua construção. O complexo cerimonial é conhecido por sua alvenaria impecável que é tão precisa que os engenheiros hoje não têm idéia de como foi feita.

Algumas das pedras de Sacsayhuamán são tão perfeitamente ajustadas que nem uma única folha de papel se encaixa.

8 – Mohenjo-Daro

Mohenjo-Daro

O sítio arqueológico de Mohenjo Daro é considerado por muitos teóricos dos antigos astronautas como um dos melhores exemplos de contato alienígena da antiguidade. A destruição desta outrora grande cidade tem sido um mistério para arqueólogos e especialistas há décadas.

Os teóricos dos antigos astronautas afirmam que há milhares de anos; civilizações alienígenas avançadas visitaram a Terra e bombas nucleares foram usadas para destruir esta cidade. A cidade foi descoberta em 1992, quando o arqueólogo indiano R. Banardzhi encontrou as ruínas antigas nas margens do rio Indo.

Questões como a causa da destruição e o destino de seus habitantes permanecem um mistério para os estudiosos. Alguns pesquisadores postularam teorias de que esta cidade foi destruída pelos deuses, com “armas nucleares avançadas”.

7 – Esferas de Pedra Gigantes

Esferas de pedra gigantes

Essas esferas gigantes de pedra estão presentes da Costa Rica à Bósnia e Herzegovina, elas vêm em todos os tipos de tamanhos. Eles foram encontrados pela primeira vez na América do Sul na década de 1930 por trabalhadores que estavam limpando a selva para dar lugar a uma plantação de bananas.

As lendas sul-americanas dizem que escondidos nas rochas existem tesouros inimagináveis. Isso levou à destruição de muitas dessas esferas por pessoas que não reconheceram seu valor histórico.
Apesar de muitas dessas esferas terem sido destruídas, ninguém jamais encontrou nada dentro delas.

Esferas semelhantes podem ser encontradas em países da Europa como Bósnia e Herzegovina, perto de Visoko. Ninguém pode explicar até hoje porque foram feitas essas esferas de pedra gigantes.

6 – A Pedra de Roswell

 

Descobertas Arqueológicas Misteriosas

Em setembro de 2004, o empresário Robert Ridge foi para o deserto de Roswell. Enquanto ele caminhava, tropeçou literalmente, em um artefato pra lá de estranho. Enterrada parcialmente na areia, estava uma curiosa pedra, com enigmáticas inscrições na sua superfície.

Medindo 4 cm de espessura e 5 cm de comprimento, a rocha continha desenhos geométricos que remetiam a luas e sóis. E o mais incrível de tudo: a imagem era idêntica a de símbolos que apareceram em uma plantação na Inglaterra, a milhares de quilômetros dali, em 1996. Outro fato curioso é que os desenhos são em alto relevo, como se estivesse saindo da pedra, e não parecem marcas como se tivissem sido esculpidos.

5 – A Cidade Subterrânea de Derinkuyu

A cidade subterrânea de Derinkuyu

Esta cidade é outro feito incrível da engenharia antiga. Milhares de anos atrás, os povos antigos escavaram centenas de metros na Terra, construindo uma das maiores cidades subterrâneas da Terra. Esta incrível cidade subterrânea desafia as visões e teorias de arqueólogos e engenheiros desde sua descoberta.

Muitos mistérios envolvem esta cidade subterrânea. Ninguém foi capaz de entender por que e como foi construído. Enquanto alguns autores indicam que ela foi criada para proteger seus habitantes das mudanças climáticas; temperaturas extremas ou mesmo da guerra, outros acreditam que seu objetivo é muito mais misterioso.

4 – Mecanismo de Antikythera

Mecanismo de Antikythera

Este aparelho mais se parece com um henredo de um fantástico filme de tesouros; no entanto a descoberta do Mecanismo Antikythera continua sendo um grande mistério arqueológico.

Encontrado nos destroços de um navio cargueiro grego com pelo menos 2.000 anos. O artefato circular de bronze contém um engenhoso conjunto de engrenagens interligadas e personagens misteriosos gravados em todos os seus lados.

Originalmente considerado um tipo de astrolábio de navegação; os arqueólogos continuam descobrindo seus usos e agora sabem que era, no mínimo, um calendário astronômico altamente complexo. É considerado o dispositivo mais sofisticado já encontrado nesse período, precedendo a próxima aparição de dispositivos similares em 1.000 anos.

3 – Rastros de Veículos de 14 Milhões de Anos Atrás

Rastros de Veículos

Segundo um pesquisador chamado Dr. Koltypin, milhões de anos atrás existiam tecnologias avançadas na Terra, e os traços que vemos na imagem acima foram deixados para trás por veículos há 14 milhões de anos.

Conforme observado pelos geólogos russos, esses traços misteriosos têm pelo menos 14 milhões de anos e foram deixados para trás por “veículos” que pertenciam a uma “civilização antiga desconhecida” que habitava nosso planeta no passado.

Muitos pesquisadores acreditam que não somos a primeira sociedade a governar este planeta. De fato, vários autores afirmaram que muitas outras civilizações avançadas chamaram esse planeta de lar no passado.

Segundo o Dr. Koltypin e muitos outros arqueólogos; que adotaram novas formas de pensar, essas antigas “trilhas de carros” são uma das evidências mais bem preservadas que, sem dúvida, provam a existência de civilizações antigas altamente avançadas que habitavam nosso planeta no mundo. passado distante.

2 – As Linhas de Nazca

As Linhas de Nazca

Vistas do chão, as Linhas de Nazca do Peru não são nada espetaculares. No entanto, vistos do ar, de onde foram vistos pela primeira vez por aeronaves comerciais nas décadas de 1920 e 1930; são surpreendentes.

Os arqueólogos concordam com as enormes formas que existem centenas delas; variando de linhas geométricas a representações de animais, plantas e figuras imaginárias feitas há mais de 2.000 anos por pessoas da cultura pré-inca nazca, que simplesmente removeram as pedras vermelhas da superfície para revelar a terra mais clara abaixo nos designs de sua escolha.

O motivo pelo qual eles fizeram isso permanece enigmático; levando os teóricos da conspiração a trocar idéias sobre aterrissagens alienígenas e astrologia antiga. É mais provável que as linhas tenham sido um método de comunicação ritual com as divindades de Nazca, dizem os arqueólogos.

1 – Sudário de Turim

Sudário de Turim

Talvez nenhuma descoberta arqueológica seja mais debatida do que a enigmática mortalha de Turim; que muitos acreditam ser a mortalha de Jesus Cristo. Este longo pedaço de tecido de sarja traz vestígios de sangue, bem como a marca escura do corpo de um homem.

A Igreja Católica registrou oficialmente a existência da mortalha em 1353 d.C., quando o tecido apareceu em uma igreja em Lirey, na França. Mas a lenda do sudário remonta a 30 ou 33 dC. De acordo com essa lenda, o sudário foi transportado da Judéia (hoje sul da Palestina) para Edessa, na Turquia, e mais tarde para Constantinopla (agora chamada Istambul).

Quando os cruzados demitiram Constantinopla em 1204 d.C., o pano foi transferido para Atenas, Grécia; onde supostamente foi mantido até 1225 d.C. Não foi até a década de 1980 que os pesquisadores colocaram as mãos no tecido para tentar determinar sua verdadeira idade usando datação por radiocarbono. Eles determinaram que o suposto pano mortuário de Jesus foi realmente criado entre 1260 e 1390 DC.

Em outras palavras, os cientistas determinaram que o pano é provavelmente uma falsificação medieval. No entanto, os críticos desta pesquisa argumentam que os cientistas podem ter datado partes mais recentes da mortalha que foram costuradas séculos após a morte de Jesus; o que explicaria por que a mortalha parece “mais nova” do que realmente é.

Veja também:

 

Veja o vídeo abaixo, ele mostra um resumo deste artigo com belas imagens:

 

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*